Snickers

snickers
Desde que parei de comprar toblerone (que era o meu chocolate preferido até um dia eu comprar 2 que vieram estragados e, pra resumir a novela, a Kraft me tratou mal, me ressarciu com outro que também veio estragado e me deixou passando nervoso durante 6 meses pra resolver esse assunto e me recompensar em definitivo), tenho estado em busca de um chocolate diferenciado pra substituí-lo.

Há um tempo atrás, fiquei curiosa pra experimentar esse tal de Snickers. Um dia desses, meu marido me trouxe um para experimentar. Meu deus, que chocolate!!! Quando eu mordi, mal pude acreditar o quanto ele era bom! Você sente cada ingrediente desmanchando na boca, o sabor do Nougat dá um gosto espetacular à combinação. Só comendo pra entender do que eu estou falando.

snickers

Apesar de gostar de chocolate com amendoim, poucos me agradam pois a maioria acaba exagerando no tamanho do amendoim ou ele não é muito bem misturado ao chocolate, e acaba se destacando demais e estragando o sabor do chocolate. Até mesmo um Lindt que experimentei uma vez acabei não curtindo tanto exatamente porque tinha esse aspecto. Mas no Snickers, não tem erro. Cada ingrediente está na medida perfeita, até mesmo o amendoim!

snickers

Apesar de ser o chocolate mais vendido no mundo, só recentemente ele foi incorporado nos mercados mais comuns (e ainda assim, não é tão fácil de encontrar). Como demora pra chegar as coisas aqui no Brasil, inacreditável!

Ele é um chocolate feito com nougat (uma espécie de torrone, que traz vários ingredientes como amêndoas, nozes, pistaches, etc., junto ao açúcar, mel, dentre outros ingredientes), recheado de amendoim e caramelo. É como se fosse uma versão de confeitaria gourmet do Twix. Ou seja, é pra quem gosta dessa combinação caramelo/chocolate/amendoim. Mas eu acho difícil, até mesmo pra quem não curte muito, não gostar desse chocolate (meu marido mesmo nem queria experimentar, mas depois que comeu virou fã também).

Enfim, experimentem e tirem suas conclusões! =]

 

Nota: 9,4 – Cada mordida faz você virar os olhos de tão bom.
Compraria de novo? Com certeza!! Virou um “must have” aqui em casa.
Preço:1,49 – Tem o preço sugerido de 1,49, e em todos os lugares que fui, realmente estava sendo vendido por esse preço. Custo/benefício mais perfeito que esse non ecziste!!
Vale o preço? Ô se vale!! Cada centavo!! Nem acredito como um chocolate tão bom pode custar somente 1,49, visto que chocolates simples de marcas famosas custam o mesmo preço e não chegam nem perto desse sabor.

Club Social Recheado com Pasta de Leite Ninho e Toddy

Club Social com Leite Ninho

Adoro ficar inventando coisas pra comer. Misturo tudo mesmo, e pra mim não tem essa de “certo e errado”  na cozinha, é tudo uma questão de experimentar.  Acho que todo mundo devia tentar algumas loucuras gastronômicas de vez em quando!

Sempre que falo que como club social com leite ninho pra alguém, a pessoa estranha e me olha com aquela cara de nojo hehe.  Acho até que algumas não acreditam que eu como isso mesmo. Pode parecer meio bizarro, mas fica muito bom! E o melhor ainda é que você pode rechear o quanto quiser, sem miserê!

Club Social com Leite Ninho
Basicamente, você vai precisar de leite ninho, toddy, um pouco de leite.
Quanto ao club social, quando inventei a receita, eu fazia com o normal mesmo. Agora, eu costumo fazer com o integral, pois acho que o sabor fica mais interessante, mas para quem vai experimentar pela primeira vez, talvez seja melhor começar com o club social tradicional mesmo.

Bom, essa receita não tem uma medida certa para cada ingrediente. Tudo vai depender do seu gosto, do quanto você quer fazer de pasta, se você quer ela mais molenga ou com uma consistência mais parecida com um patê (para isso, você ajusta o quanto de leite coloca), se gosta com mais toddy, com menos toddy. Mas não se preocupe, pois é bem fácil de fazer.

De qualquer forma, vou tentar passar uma receita média pra ser seguida.

Ingredientes Club Social com Leite Ninho

Ingredientes:
5 colheres de sopa de Leite Ninho
1 colher de sopa de toddy
Leite
Club Social normal ou integral

Preparo:
Misture o leite ninho e o toddy. Vá colocando leite e misturando, até começar a formar uma pasta. Continue adicionando o leite bem aos poucos, até ficar na consistência desejada. Depois, é só passar essa cobertura por cima da bolacha, como se fosse um patê mesmo, ou colocar a pasta entre duas bolachas, como se fosse uma bolacha recheada.

Custo:
Acredito que a maioria dos ingredientes acabamos encontrando em casa, então se for fazer um cálculo chutado aproximado e proporcional de todos os ingredientes pra fazer uma receita pra uma bolacha, acho que não dá nem R$ 1,00.

Club Social com Leite ninho

Quem tiver coragem de experimentar, me diz aí o que achou!! =]

Pipoca Yoki de Microondas sabor Romeu e Julieta

Pipoca Romeu e Julieta

Não tenho costume de comer pipoca de microondas, mas desde que fiquei sabendo deste novo sabor, fiquei super-mega-blaster curiosa para experimentar. Como o nome indica, é uma pipoca salgada com o sabor de queijo que se junta à uma cobertura de sabor goiabada. Engraçado que eu odeio goiaba, não sou muito fã de goiabada, mas AMO a combinação romeu e julieta. E adoro quando vejo esses lançamentos com sabores que saem da mesmice.

Estava super difícil de encontrar, até que um dia apareceu no Hirota, um mercado que costumo fazer compra e que, apesar de não ser tão grande, tem uns produtos bem diferentes por lá, que você não encontra em outros mercados.
Fiquei igualmente super-mega-blaster feliz de ter encontrado e tratei logo de experimentar.

Pipoca Romeu e Julieta

Bom, na embalagem havia as instruções de como fazer, que não diferem muito da pipoca de microondas comum, exceto pelo momento da adição da cobertura. Você corta as laterais da embalagem e retira a cobertura em barra (que parece um sabão daqueles que você usa pra lavar a louça hehe). Depois, corta em pedaços e distribui pela superfície das pipocas já prontas, e então coloca no microondas.
Aliás, já vou alertando, arrume um pote de vidro para a cobertura derreter, porque se for de plástico, vai derreter um pouco dele também.

Pipoca Romeu e Julieta

Achei um tanto complicado essa parte porque já não levo jeito pra coisas manuais, e o processo de misturar a cobertura na pipoca foi um tanto desastroso, pois as pipocas grudaram rápido, de modo que não consegui deixá-la uniforme. O cheiro do queijo, que se mostrou agradável na hora do estouro das pipocas começou a ficar enjoativo. Depois de um certo tempo, consegui espalhar da melhor forma que pude e fui logo experimentar.

Devo dizer que, apesar da minha empolgação para provar essa mistura, já estava preparada para o pior. Menos mal. No começo, fiquei um tanto dividida, pois em alguns momentos, acabei até gostando um pouco(veja bem, um pouco!!) e achei que os sabores até se complementaram bem (na medida do possível). Mas acho que o que mais pegou foi que tanto o sabor do queijo quanto o da goiabada eram EXTREMAMENTE artificiais, sério. Talvez, pra mim, a experiência tenha sido um pouco pior pelo fato de detestar sabores artificiais e já não ser muito fã do gosto de pipoca de microondas. Não foi algo de querer largar o troço e desistir (e olha que eu bem podia deixar essa pipoca de lado e roubar as pipocas do meu marido, que tinham sido feitas na panela e ele havia feito um pote gigantesco delas hehe), mas foi estranho. No fim eu comi tudo até. E acho que valeu pelo menos para matar a minha curiosidade. Mas não é algo que eu recomendaria para alguém.

Pipoca Romeu e Julieta

Talvez quem esteja mais acostumado à pipoca de microondas e seus sabores artificiais acabe gostando mais do que eu, seilá… Acho que neste caso, só experimentando mesmo pra saber! Mas tenho certeza de que alguém que já não curte tanto essa mistura romeu e julieta vai querer distância. De qualquer forma, se alguém experimentar, me escreva pra dizer o que achou! =]

Nota: 5,0 – Fiquei meio dividida, não achei algo incomível mas também não achei bom, tudo era muuuuito artificial.
Compraria de novo? Não.
Preço:  3,48
Vale o preço? Talvez, mas só pra matar a curiosidade mesmo.

Lasanha à Bolonhesa da Massa Leve

LasanhaMassaLeve1

No almoço de domingo, resolvi experimentar a lasanha à bolonhesa da Massa Leve. Sempre tenho um certo receio de comprar lasanha industrializada pois a grande maioria tem uma massa molenga que sempre acaba virando sopa depois, e nenhuma chega sequer perto do gosto da lasanha que minha irmã mais velha costumava fazer.

LasanhaMassaLeve2

Aqui, a lasanha tirada da embalagem…

Lasanha Massa Leve

…e aqui, depois de pronta.

Coloquei a lasanha no forno, e depois de pronta vi que, pelo menos no quesito consistência, já havia sido aprovada, pois a massa continuava firme. E realmente, ao comer, a massa não se desmanchou como as outras. O sabor também é bom, nada que se compare à uma lasanha caseira, claro, mas de fato é muito difícil algo pré-pronto superar o gosto de algo feito em casa. Mas dentre as opções industrializadas que tem no mercado, acho que é uma boa opção para matar a vontade de uma lasanha.

Lasanha Massa Leve

Nota: 7,0 – Massa firme, nada de muito destaque no sabor, mas estava gostoso e deu pra matar a vontade de uma lasanha.
Compraria de novo? Sim.
Preço: em média 6,00 – Comprei por 5,59, mas estava em promoção.
Vale o preço? Sim

 

Amendoim Torrado com Mel da Dori

amendoinComMel

Em meio aos produtos da festa junina, esse amendoim me chamou atenção e fiquei curiosa para experimentá-lo, pois nunca tinha visto ele antes e a ideia de juntar amendoim + mel pareceu muito boa.
E realmente, ao comer, vi que a combinação era realmente muito agradável ao paladar, mais até do que estava esperando. E é sempre bom quando um produto supera sua expectativa.

AmendoimComMel2

Já gostava muito daqueles amendoins doces com aquela crosta de açúcar, esse é bem parecido, e é ainda melhor, pois o mel foi um plus super gostosinho, que deu um toque especial e único. Virei fã! 🙂

Nota: 8,2 – Muito bom, melhor até que os amendoins doce comuns.
Compraria de novo? Com certeza.
Preço: 4,38 – normal
Vale o preço? Sim, sai mais barato do que se você comprar aqueles feitos em shopping, e vem mais.

Beba água!

Image

Todos sabem que a água traz muitos benefícios para o nosso organismo. Mas muitos não têm o costume de beber água com frequência, e tem gente que diz até que passa mal se fica forçando a beber.

Mas ela é super importante, pois não só mantém o corpo hidratado como influencia em inúmeras outras funções (contribui para o bom funcionamento do intestino, melhor absorção de nutrientes, regular a temperatura, eliminar toxinas, etc.), e também deixa a pele mais saudável, além de ajudar a prevenir doenças.

Aliás, pra quem não sabe, muitas vezes quando achamos que estamos com fome, na verdade é sede disfarçada. E, com isso, vamos atrás de comida em vez de buscar nos hidratar. Mas quando nos mantemos hidratados, além da sensação de saciedade ser maior, não corremos tal risco.

Bem antigamente, eu fazia parte dessa parcela de pessoas que praticamente não bebe água, e até achava estranho pessoas que levavam garrafinha pra tudo quanto era lugar. E agora sou eu quem não sai de casa sem! hehe

E a tal da garrafinha realmente ajuda a você adquirir e manter o hábito de ingerir a quantidade diária ideal de água (que estaria em torno dos 2 litros por dia), pois é muito mais fácil quando ela está ali, ao seu alcance. Senão você simplesmente esquece e passa o dia inteiro sem beber.

Para quem sabe dos benefícios, mas ainda assim acha muito difícil beber água, comece aos poucos, e vá aumentando gradativamente a ingestão até que se torne algo natural.

Comer alimentos que possuem um alto teor de água também ajuda. Melancia, pepino, melão, tomate e abacaxi fazem parte desta lista.

O importante é não deixar de tomar água!

Pão de mel de Licor da Munik

PaoDeMelMunik1

Apesar de ser viciada nos ovos de páscoa e nos panetones da Munik há anos (pessoal pensa até que eu ganho comissão de tanto que eu falo nesses produtos hahaha), e gostar muito de pão de mel, por incrível que pareça eu nunca tinha experimentado o famoso pão de  mel da Munik, que dizem ser o melhor pão de mel do mundo.

DSC01278b

Passei numa loja da Munik na Alexandre Dumas e resolvi comprar uma caixinha do de leite e outra do de licor pra experimentar. Era um lugar pequeno, porém aconchegante, e com diversas opções pra deixar qualquer um sair de lá babando e querendo levar todos os doces da loja (tive que sair de lá rapidinho hehe). O atendimento também foi excelente, as atendentes foram muito simpáticas e se mostraram bem preparadas e dispostas a ajudar, diferente de outros lugares em que você chega e a pessoa faz aquela pressãozinha disfarçada para que você escolha logo, compre e vá embora, e você se sente desconfortável e acaba saindo sem levar nada. Então, pelo menos pra mim, foi um diferencial, pois aprecio muito um bom atendimento.

PaoDeMelMunik2

Bom, mas vamos ao pão de mel de Licor. Na primeira mordida, você já sente aquele sabor diferenciado, característico de um pão de mel. A qualidade da camada generosa de chocolate que o envolve, e o interior deliciosamente umedecido o torna único dentre os pães de mel existentes. O licor dá um toque final ao espetáculo. É suave e se incorpora perfeitamente aos demais sabores, sem se sobressair demais. A única coisa ruim desse pão de mel (se é que algo pode ser ruim nele hehe) é que ele era MUITO pequeno. Duas mordidas e já era. Mas ainda assim, valeu a pena.

PaoDeMelMunik3

Só não digo que ele era o melhor do mundo porque uma vez experimentei um pão de mel que, apesar de não ter essa textura maravilhosa, tinha um gosto bem mais marcante e acentuado (pior que nunca vou saber que pão de mel que era!! 😦 ), por isso, creio que, talvez, o gosto de mel poderia ser mais forte, ou então ele poderia ser um pouco mais doce, não sei bem ao certo. Mas faltou aquela cereja no topo do bolo. Talvez seja algo característico do sabor de Licor, e por isso ele não deva ser tão doce mesmo. Vou ter mais certeza quando experimentar o pão de mel de Leite. Mas certamente é um dos melhores doces que já experimentei.

PaoDeMelMunik4

Nota: 8,8 –  Faltou pouco pra perfeição. Se fosse avaliar apenas pela textura e por ser bem umedecido, realmente daria o título de melhor pão de mel do mundo.

Compraria de novo? Sim, mas é algo pra comprar só de vez em quando, se considerar o tamanho e o preço.

Preço: 12,50 a caixa com 3, mas comprei em promoção. Se não me engano, a unidade estava 4,90 e a caixa com 6 estava uns 28 + ou -. Um pouco caro.

Vale o preço?  De certa forma sim porque, como todos os produtos que experimentei até hoje na Munik, realmente é muito bem feito, com camadas generosas de chocolate de boa qualidade e textura perfeita. Mas é aquela coisa pra comprar só de vez em quando, porque é muito pequeno e 1 só não satisfaz.

Pão australiano do Carrefour

Image

Estes dias estava com uma vontade enoooorme de pão australiano. Quando vou no Outback, acho que eu vou mais pra comer ele do que outra coisa (hahaha não me matem!).
Como sabia que não iria no Outback tão cedo, pensei em passar no Carrefour que tem perto do trabalho pra comprar um pão australiano. Claro que o de mercado não tem comparação com o do Outback, mas quando comprava no Extra, já dava pra matar a vontade, ainda mais que eu colocava no microondas pra dar aquela esquentadinha, e ficava bem gostoso!

Image
Pena que não posso dizer o mesmo do pão australiano do Carrefour. Não que ele estivesse ruim, mas o que eu comprava no Extra tinha bem mais jeitão de pão australiano, e se aproximava mais do do Outback. O sabor característico estava fraco, acho que o mel poderia estar bem mais acentuado do que estava. Foi um pão doce gostoso, nada mais. E não, não matou minha vontade por um pão australiano, e achei o preço um tanto salgado (13,99 o kg). Devia ter comprado o pão sovado deles (esse sim, é maravilhoso).

Nota: 6,0 – estava gostoso como um pão doce, mas longe de matar minha vontade de um pão australiano.
Compraria de novo? Não.
Preço: 13,99 o kg – achei um tanto caro.
Vale o preço?  Não

Como não ser 100% sedentário

fatheroes

Picture by: Carlos Dattoli – Veja seu portifólio em: http://www.behance.net/dattoli

Sou uma pessoa que detesta exercício físico, e não acredito em reportagem falando que você sente prazer quando pratica algum, a única coisa que eu sinto é vontade de parar e cãimbra na perna hahaha

De qualquer forma, esse não é o principal motivo pelo qual eu não faço nenhum exercício. É a falta de tempo mesmo. Atualmente, levo quase 2 horas tanto na ida quanto na volta do serviço, pego trem/metrô lotado, e quando chego em casa, mesmo que tivesse energia pra fazer qualquer coisa, só dá tempo de comer, tomar um banho e estudar um pouco pra certificação que vou tentar tirar. Até minha hora de almoço eu faço mais rápido pra tentar encaixar algo no meio.
Mas qualquer esforço é melhor que ser totalmente sedentária. Então, seja porque você realmente não gosta de exercícios ou porque não tem tempo, dá sim pra fazer alguma coisa quanto à isso.
Aqui vão algumas dicas das quais faço uso no meu dia-a-dia:

  • Subir as escadas do metrô – Se pensar na ida e na volta do serviço, e dependendo do metrô, já é alguma coisa. Alguém de SP já pegou a baldeação da linha amarela pra linha esmeralda da cptm? Tem uns 4 lances de escada lá!
  • Ande na rua como se estivesse sempre atrasado – Já tinha ouvido sobre isso uma vez, e o engraçado é que já tinha mania de andar rápido mesmo. Então não tive que mudar nada! Este tipo de caminhada acaba funcionando como um exercício físico, e mesmo que os benefícios não sejam tão intensificados, já é uma alternativa para sair do sedentarismo.
  • Mude o trajeto – faça alguns trajetos alternativos, pegando o caminho mais longo.
  • Levante da cadeira: Tudo o que for possível fazer em pé, faça. Só no meu trabalho não tenho muito como aplicar isso, porque não dá pra eu programar em pé hehe
  • Limpe a sua casa: Aqui, você mata 2 coelhos com uma cajadada só: economiza porque não tem que contratar alguém pra limpar sua casa e também porque não precisa pagar academia. E o resultado do “exercício” pode ser tão benéfico para a saúde quanto sua ida na academia! Duvida? Dá uma olhada nessa matéria aqui.

São coisas simples, mas que se forem combinadas e exploradas em toda sua potencialidade, certamente serão suficientes para diminuir o sedentarismo e ajudar a evitar problemas associados à ele, como colesterol alto, obesidade, diabetes. E isso contribui para uma vida mais saudável. Melhor do que nada, né?

Fondue de Diamante Negro

Image

Há algum tempo, venho querendo escrever um blog sobre comida. Gosto muito desse tema, e queria fazer algo diferente, queria fazer um blog pra pessoas como eu, que não entendem nada de cozinha (pra vocês terem uma ideia, fiz minha primeira carne moída há algumas semanas atrás haha), que não saem com tanta frequência para comer em lugares super hype (e $$$), mas que mesmo assim, gostam de comer bem e de tentar algumas coisas de vez em quando.

Como primeiro post, vou dar a receita desse fondue de diamante negro que fiz ontem e que ficou muuuuito bom.

Ingredientes:

  • 2 barras de chocolate Diamante Negro
  • 1 caixinha de creme de leite
  • frutas diversas (para este fondue, peguei banana, morango, uva thompson (sem semente) e kiwi
  • Wafer

Preparo:

Antes de tudo, prepare as frutas, deixando-as mergulhadas em algum recipiente com algumas gotas de vinagre. Depois, termine de lavá-las e separe em pratinhos. Deixe a banana pra cortar apenas quando o chocolate estiver pronto, pois ela escurece se ficar muito tempo exposta.

Parta os wafers no meio e coloque em um pratinho.

Coloque o creme de leite na panela, depois coloque o chocolate em quadradinhos e vai mexendo até derreter o chocolate e ele se incorporar totalmente ao creme. É isso mesmo, nada de banho maria, ou ficar ralando o chocolate até cair o seu braço (como eu e meu marido fizemos da primeira vez). É simples assim.

Depois disso, passar o creme pro aparelho de fondue e pronto!

Custo:

O Fondue pra 2 pessoas saiu em torno de 30 reais (e acho que dá pra fazer o fondue com 20 reais, porque ainda sobrou MUITA fruta depois, acho que não usei nem metade das que comprei). E olha que comemos pra caramba, foi bem rodízio mesmo! haha

O diamante negro saiu 4,49 cada barra, o wafer foi 1,35,  creme de leite ( 1,50),e comprei um álcool (3,78) pra colocar no aparelho de fondue. Quanto às frutas, a mais cara foi a uva, que custou 8,00 o quilo. Mas dá pra achar por 6,00 no fim da feira (mas tem que contar com um pouco de sorte para achar uvas boas, eu como não quis arriscar fui antes).

De resto, teve o morango (2,00 cada caixa, comprei umas 3), banana (uns 2,00 + ou -),  kiwi (3,00 uma caixinha com uns 6).

Bem em conta, menos da metade do que se pagaria em um rodízio de fondue nos lugares tradicionais. E ficou muito bom também.